A tristeza é um sentimento saudável?



Os mitos e verdades sobre o sentimento da tristeza que irão melhorar sua inteligência emocional.


A tristeza ganhou uma má reputação na cultura do mundo. Parece que em todo lugar que você se volta você encontrará uma infinidade de opções para evitar a tristeza e se tornar "mais feliz". A mídia social é uma das principais culpadas, com inúmeros feeds do Instagram dedicados a mostrar ao mundo apenas nosso rosto mais feliz. De muitas formas, a felicidade, ou pelo menos o desejo de "ser feliz" nas mídias sociais e na vida diária, tornou-se um indicador de sucesso, enquanto a tristeza se tornou um indicador de fracasso ou doença.

Mas então, a tristeza é ruim? Bem, se você seguir os exemplos mostrados nos filmes em geral, mas principalmente em contos de fadas, verá que a tristeza é um sentimento associado ao fracasso. Em filmes de animação da Disney, por exemplo, você pode perceber que sempre que a (o) personagem principal está triste, ele está em uma fase ruim, que nada da certo e que deve ser superada. Ao percebermos essa lógica sobre a tristeza a resposta sobre esse sentimento passado pela mídia é clara: o sentimento da tristeza é ruim e deve ser evitado.

Se passarmos a refletir sobre nossos sentimentos, passaremos a perceber que existem muitas inverdades que se tornam um problema sobre o sentimento da tristeza e que nos atrapalham a vivenciar vidas mais saudáveis ​​e significativas.

Aqui estão alguns dos mitos e realidades mais comuns sobre a tristeza na cultura do Brasil que encontrei no meu trabalho e nos meus estudos ao longo dos anos:

Mito: Ser triste significa que você está deprimido.

Equiparar a tristeza com a depressão é um dos erros número um que vejo muitas pessoas cometendo ao refletir sobre suas emoções. A maioria dos psicólogos concorda que ficar triste é um indicador de que algo doloroso aconteceu em sua vida - geralmente uma perda ou algum tipo de lesão emocional. Se você está em um relacionamento há anos que de repente termina, é claro que você se sentiria triste com a perda da relação. Se alguém importante para você o rebaixa ou rejeita, faz sentido que você sinta uma dolorosa tristeza.

Tristeza é a resposta emocional saudável à dor e/ou perda e sinaliza uma necessidade de cuidado e compaixão de si e dos outros. A depressão é um distúrbio clínico em que não se é simplesmente triste. Ao contrário da tristeza, as pessoas que lutam contra a depressão têm um conceito de autoconhecimento muito ruim e geralmente pensam que o mundo seria um lugar melhor se elas não estivessem por perto. A depressão não é tristeza, mas muitas vezes envolve muita tristeza que não foi abordada ou expressa.

Mito: Mostrar tristeza é um sinal de fraqueza.

A tristeza é uma das nossas emoções mais fortes porque sinaliza e atrai os outros para nós quando é expressada. Em outras palavras, tristeza é a emoção que muitas vezes pode provocar empatia e cuidado dos outros. Pense em um bebê chorando - não há outra maneira de comunicar suas necessidades de apoio e cuidado do que expressar tristeza. Chorar e expressar desconforto ou dor é a primeira maneira de aprendermos a comunicar nossas necessidades de cuidado e apoio do ambiente. A tristeza destina-se a ser vista a fim de sinalizar aos outros para responder, porque somos uma espécie fortemente social. De fato, muitos argumentaram que o homo sapiens como uma espécie, sem garras, veneno ou qualquer outra defesa natural, sobreviveu e prosperou devido à nossa capacidade de ler, responder e co-administrar as emoções um do outro como um grupo. Quando confortamos aqueles que estão assustados ou com dor, quando recebemos cuidado e encorajamento dos outros, os humanos responderam efetivamente à tristeza com empatia que age para "acalmar" todo o nosso sistema nervoso. A capacidade de "acalmar" ou regular nossos sistemas nervosos como um grupo nos permite engajar efetivamente nosso "cérebro pensante", o córtex pré-frontal, que é como podemos planejar, criar e ter sucesso, seja superando um medo terrível ou enviando um astronauta para a lua. Comunicar nossos sentimentos uns aos outros para lidar eficientemente com fortes emoções como um grupo é a nossa maior força como espécie. Deixar de expressar a tristeza o priva dessa vivência tão significativa e importante para nossa saúde mental.

Mito: Se você ficar triste, ficará preso na tristeza para sempre.

Um dos meus maiores focos de trabalho na psicoterapia é ajudar as pessoas a acreditarem que podem sentir fortes emoções sem se sentirem sobrecarregadas ou "presas" a uma emoção dolorosa como a tristeza. Enquanto as emoções podem parecer intensas incessantes, todas as emoções são realmente passageiras e transitórias, porque existem apenas para sinalizar um comportamento imediato. As emoções são simplesmente a maneira como a mente e o corpo atraem sua atenção para algo em seu ambiente ou vida. Às vezes as pessoas têm dificuldades em compreender sua tristeza porque acreditam que os mitos sobre ela, que dizem que a tristeza é um sentimento ruim, parecem bastante perigosos e ameaçadores. É aqui que a maioria das pessoas fica presa.

Exemplificando em um caso hipotético.

Como isso se parece na vida real? Rodrigo*, um trabalhador e pai de primeira viagem, veio a mim porque não conseguia se sentir feliz depois do nascimento de seu filho. Com o tempo, tornou-se evidente que Rodrigo estava se sentindo para baixo por não estar se sentindo um bom pai, devido as suas obrigações no trabalho, as quais lhe tomavam muito tempo. No entanto, Rodrigo também se sentia culpado sobre ter esses sentimentos de tristeza, pois ele foi ensinado que não deveria se sentir assim porque era um sinal de fraqueza e só levaria à depressão. Uma vez que ajudei Rodrigo a compreender o quanto sua tristeza fazia sentido, como na verdade ela indicava que ele era um pai atencioso e um profissional comprometido, que estava batalhando para buscar equilíbrio para se dedicar ao filho, ele me agradeceu com lágrimas por finalmente ajudá-lo a se sentir feliz e conectado a vida de seu filho. Quando ele expressou sua tristeza para mim de forma eficaz, ele recebeu conforto e alívio e passou. A tristeza não era mais necessária. Todas as emoções passam quando respondemos a elas, agindo de forma eficaz. A tristeza não é exceção.

Particularmente, costumo dizer que a tristeza é um dos sentimentos que mais nos dá a possibilidade de crescer. Quando estamos felizes, tendemos a ignorar as coisas que nos cercam, mas quando estamos tristes, de certa forma somos obrigados a refletir sobre aquilo que nos incomoda. Dai vem o crescimento a partir dessas reflexões.

A tristeza, como todas as nossas emoções, é saudável e destinada a nos ajudar a responder melhor a nós mesmos, aos outros e ao mundo maior que nos rodeia. Se você luta constantemente com a tristeza, tem dificuldade em entender por que está triste ou com o que pode estar acontecendo em sua vida, passar por psicoterapia com um psicólogo qualificado pode ajudá-lo a entender esses sentimentos de tristeza e o que os despertam, de modo a voltar aos trilhos de sua vida. 

*Rodrigo não é um cliente real, mas sim uma representação de um cliente típico criado a partir de uma combinação de clientes anteriores cujas informações foram ligeiramente alteradas para proteger a confidencialidade.

Confira também nossas matérias sobre a felicidade significa se sentir bem o tempo todo? e as 8 maneiras de deixar um dia triste mais feliz.

Obter ajuda:


Publicado por:
Portal de Psicologia Jovem com Ciência
Psicólogo Ailton Melo  
Portal: jovemcomciencia.com
Redes sociais e currículo:

Referências:







A tristeza é um sentimento saudável? A tristeza é um sentimento saudável? Reviewed by Ailton Melo on maio 27, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.