Os passos necessários para aprender a desenvolver autoestima e autoconfiança


Aparência física, a roupa que não serve, o corte de cabelo, a maneira de falar, os relacionamentos, enfim, todas essas características parecem ter um padrão adequado que nos indica como devemos ser, no entanto, esses padrões nada mais são do que regras criadas por uma parcela da sociedade que querem nos fazer acreditar que simplesmente precisamos ser assim. 

O problema não está em não atender toda essa padronização social, mas na forma como lidamos com isso. Diversos autores do campo das ciências sociais, filosofia, economia, entre outras áreas afirmam que o reconhecimento social é uma necessidade humana. Não discordamos disso, entretanto a forma como fazemos para sermos aceitos e reconhecidos pode nos gerar grandes sofrimentos que derrubam nossa autoestima. 

Caros leitores, se vocês assim como boa parte da sociedade estiverem passando por esse sofrimento, apresentaremos aqui, algumas sugestões para que vocês possam por em prática no dia-adia, são coisas simples, no entanto se o sofrimento for algo incomodo e incapacitante, recomendamos além desses critérios, que vocês procurem ajuda de um psicólogo habilitado para que juntos possam trabalhar esse tema em questão.


Autoestima: comportamentos e sentimentos que precisam sem melhorados


Procure não se importar com o que os outros dizem sobre você
- Uma das principais coisas que derrubam nossa autoestima é acreditar em tudo que nos dizem a respeito de nós. Como as pessoas nos veem, como devemos agir, entre outras coisas. A autorreflexão pode ser muito importante nesse momento para sabermos separar o que é nosso e o que é dos outros.

Trabalhar o autoconhecimento
- Quando aceitamos tudo que os outros nos dizem, deixamos a passividade tomar conta de nossas vidas. Reassumir o controle é essencial para autoestima, portanto se autoconhecer a partir das reflexões realizadas, nos tornam pessoas mais autoconfiantes.

Criar pequenos objetivos diários a serem alcançados
- Quando você acordar de manhã, já deve ter em mente esses objetivos do dia. Eles podem ser simples, e a medida em que você for cumprindo, você pode ir aumentando. Comece com metas que levarão você a autorreflexão (ex: hoje vou avaliar como me comportei ontem ou em outras situações onde me senti mal) e vá avançando ao longo do processo.

Pense positivamente sobre si mesmo, avaliando suas qualidades
- A pessoa que tem baixo autoestima sempre se vê de maneira negativa, não reconhecendo suas qualidades mesmo quando os outros falam para ela. Comece a olhar para si e pensar em suas qualidades, no que faz com que as pessoas gostem de você, no que você gosta de fazer. Esse critério também pode ser colocado como um dos objetivos do dia. 

Ser mais pró-ativo 
- A insegurança da baixo autoestima  pode fazer com que tenhamos indisposição para tomar decisões e por as coisas em prática. Procure estabelecer objetivos a serem cumpridos ao longo do tempo e formas de alcançá-los. não precisa ser algo grandioso imediatamente, algo pequeno que você tem vontade de realizar no dia-a-dia já está valendo.

Veja também alguns exercícios que podem ser realizados para aprender a controlar a ansiedade.

Como podemos perceber, elevar a autoestima é a relação de todo um conjunto de práticas diárias que ao longo de nossas vidas vão nos permitir sentir-se bem e estabelecer relações saldáveis com as outras pessoas. 
Autoestima: alcançá-la é permitir-se sorrir

Vamos lá, você consegue!


Obter ajuda:

Publicado por:
Portal de Psicologia Jovem com Ciência
Psicólogo Ailton Melo  
Portal: jovemcomciencia.com
Redes sociais e currículo:

Referências:
AMES, C. Competitive, cooperative and individualistic goal strutures: A motivational analysis. In Ames, R.; Ames, C. (Eds.), Research on motivation in education: Student motivation, 177-207. New York: Academic Press, 1984.

ECCLES, J. S. WIGFIELD, A. Motivational beliefs, values, and goals. Annual Review of Psychology, v. 53, p. 109-132, 2002.
Os passos necessários para aprender a desenvolver autoestima e autoconfiança Os passos necessários para aprender a desenvolver autoestima e autoconfiança Reviewed by Ailton Melo on dezembro 29, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.