A importância de ter um tempo sozinho é essencial para relacionamentos saudáveis


Estar bem consigo mesmo é essencial para estar bem na companhia dos outros.

Quando pensamos na frase “relacionamento íntimo”, geralmente pensamos na presença de intimidade  entre duas pessoas. Intimidade é sobre transparência, autenticidade e vulnerabilidade. É sobre derrubar a máscara que você veste e a fortaleza que você construiu para proteger seu coração, sua auto-estima e seus sentimentos. É sobre deixar alguém ter uma visão completa de quem você é, onde você está e até mesmo suas vulnerabilidades. E é bem normal achar desafiador permitir que os outros nos vejam como realmente somos, com falhas e tudo mais. É um risco relacional e, por isso, há muitas pessoas que se apegam às suas defesas, devido ao poder que as deixa para baixo, que outras pessoas afetam seus próprios sentimentos, pensamentos, atitudes e comportamentos.

No entanto, há outro tipo de intimidade que pode ser tão difícil para alguns, e se trata da auto-intimidade. Trata-se de reservar tempo para refletir sobre quem você é, onde esteve e para onde está indo. É sobre baixar a guarda e dar a si mesmo permissão para parar de dizer a si mesmo as mentiras que você acha que precisa ouvir. Trata-se de reconhecer os medos que limitam você, as crenças que o impedem de realmente acreditar em si mesmo e os obstáculos imaginários que o impedem de tentar alcançar as metas que você valoriza.

A autorreflexão também ajuda você a se reconectar com a pessoa que você é (ou era) quando aparece nos relacionamentos. Alguma vez você já se perguntou: "Eu sou alguém com quem gostaria de estar?" Se não, talvez você deveria. Reconhecer os aspectos de você mesmo que atrapalham seu relacionamento com os outros, e consigo mesmo, é o primeiro passo para superá-los. É o velho truísmo: "O primeiro passo para resolver um problema é admitir que você tem um."

Dedicar tempo para si próprio é saudável e lhe dá espaço para realizar auto-avaliação de forma honesta e aceitável, mesmo para escolhas passadas que você agora gostaria que não tivesse feito.


É sobre avançar e não ficar preso no passado

A auto-reflexão quando se está sozinho, não significa refletir apenas sobre experiências negativas em sua vida, mas fazer uma avaliação geral sobre suas vivências partindo do que você quer levar consigo ao longo de sua jornada pessoal pela vida. Quanto à “bagagem” que cada um de nós carregamos dos relacionamentos, lugares e momentos, somos os únicos responsáveis por utilizar esses conteúdos em nossa própria construção. Diversas teorias psicológicas dizem que a felicidade é uma escolha e que escolher deixar que seus erros e fracassos do passado o sobrecarreguem no momento presente também é uma escolha que você está fazendo intencionalmente.

Pense nisso ... tome um tempo só para você e reflita sobre os conteúdos de sua vida e a forma como estes estão se relacionando com suas escolhas e experiencias atuais.

E como fazer para ter um tempo sozinho? 

Um hábito que incentiva e proporciona um tempo sozinho é uma caminhada diária reflexiva. Quando seu corpo está em movimento, você está estimulando o processo criativo combatendo qualquer tendência à depressão.

Outra oportunidade é encontrada no começo ou no final do seu dia de trabalho. Comece a trabalhar um pouco mais cedo ou fique um pouco mais após o final do expediente. Utilize esse espaço para uma auto-reflexão silenciosa, de modo com que essa possa ajudá-lo a identificar os objetivos que realmente valem a sua busca. Não importa se você está em seu carro, em um banco na praça, em sua mesa ou em casa, permita-se refletir sobre e para onde está indo e qual é o melhor “próximo passo” para chegar ate onde você deseja estar.

Anote seus pensamentos. Alguns dos momentos mais poderosos nas sessões de psicoterapia acontecem quando um cliente verbaliza aquilo que eles só pensaram ou refletiram antes. É incrível o poder que as palavras faladas em voz alta ou registradas na realidade podem ter em uma pessoa. Se as palavras são simplesmente sobre declarar uma verdade ou criar um plano, uma vez que você nomeie uma ideia, você se deu o poder de mover-se além do passado ou para o futuro, estando presente na companhia de uma ideia expressa.

Ao permitir a si mesmo a oportunidade de desenvolver um nível mais forte de auto-intimidade, você estará dando um grande passo sobre a forma como de seu relacionamento com os outros. Se você consegue olhar nos olhos de outras pessoas e se ver por quem você é, você pode ter dificuldade em aceitar as falhas ou fraquezas dos outros. Não há problema em errar, essa é uma condição que todos compartilhamos.

À medida que a tecnologia e as tarefas diárias se tornam cada vez mais interligadas, dedicar um tempo para si próprio de modo a realizar uma auto-reflexão, torna-se cada vez mais importante para dar sentido ao nosso lugar no mundo e sobre nossas relações.

Confira também nossa matéria sobre o por que a bondade e a gentileza é associada a fraqueza e aprendendo a superar os medos e ser mais corajoso na vida.

Obter ajuda:


Publicado por:
Portal de Psicologia Jovem com Ciência
Psicólogo Ailton Melo  
Portal: jovemcomciencia.com
Redes sociais e currículo:

Referências:

WINNICOTT, D. W. The capacity to be alone. International Journal of Psychoanalysis, v. 39, p. 416-420, 1958.

A importância de ter um tempo sozinho é essencial para relacionamentos saudáveis A importância de ter um tempo sozinho é essencial para relacionamentos saudáveis Reviewed by Ailton Melo on abril 19, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.