A facada em Bolsonaro fere a todos nós


O Brasil tem estado em uma maré surreal. Mal respiramos as cinzas do Museu Nacional e já temos um outro golpe contra a democracia: o atentado de morte ao presidenciável Jair Bolsonaro. Mas o que há de errado conosco em todo esse cenário? Parece uma resposta complexa, mas não e ela se resume a uma palavra: egoismo!

Sim caro leitor, independente dos vieses políticos e ideológicos, há egoismo para todos os lados. Direita, esquerda, centro, frente, trás, enfim... São tantos partidos cheios de princípios doutrinários que mais parecem limitar as formas de existência apenas aquela em que eles acreditam. A intolerância toma conta. Não aquela intolerância comum (infelizmente, diga-se de passagem) sobre minorias específicas, mas a intolerância democrática ao próprio semelhante. 

Ambos os diferentes não aceitam ou se quer respeitam as diferenças dos outros. Vale aquela velha premissa: "A minha diferença é melhor que a sua". E eis que o movimento de ódio que assola o país aproximadamente ha 4 anos, parece estar chegando em um apogeu obscuro em um país onde a democracia respira por aparelhos. 

Queremos tudo pra agora e queremos do nosso jeito, o jeitinho brasileiro de pouca empatia, de pouco respeito, mas de muita violência. Salve-se quem puder? são várias as brigas nas redes sociais e hora me questiono: Militantes ou meros odiadores de Facebook?

Com o atentado a faca no candidato Jair Bolsonaro a internet foi a loucura. Brigas, incitações e ameaças não faltaram em calorosas páginas da internet. Os memes e as noticias fakes, claro, também não faltaram.  O cenário político atual é nebuloso, reflexo da sociedade frágil e raivosa que vivemos atualmente.

Esse atentado, assim como aquele sofrido pela caravana do até então presidenciável Lula, são provas fatídicas que estamos nos mantando pelo egoismo da nossa vaidade, por nossas escolhas irrefletidas e desprovidas de conhecimento. Estamos nos matando porque só enxergamos o nosso próprio mundo e a nossa própria forma de estar e viver nele. Essa facada sofrida por Bolsonaro não foi sentida somente por ele, mas por todos nós a medida em que esquecemos que viver não é apenas existir, mas sim conviver com o outro.

Independente de partido, saibamos apreciar o respeito a diversidade do que é a vida no mundo, do contrário, a dor dessa facada ainda muito será sentida.

Obter ajuda:

Publicado por:

Portal de Psicologia Jovem com Ciência
Psicólogo Ailton Melo  
Portal: jovemcomciencia.com
Redes sociais e currículo:
A facada em Bolsonaro fere a todos nós A facada em Bolsonaro fere a todos nós Reviewed by Ailton Melo on setembro 07, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.